segunda-feira, 6 de julho de 2015

Um pedacinho de poesia que...

Guardei um pedacinho de poesia, um pedacinho só,
Mas estava cheio de mim... não sei onde guardei...
Eram  dois versos completos...o começo da poesia.
Sei que coloquei dentro de uma saudade, mas...
Não sei mais qual saudade...se dos beijos...
Beijos que nunca dei por isso a tanta saudade,
Do olhar cheio de ternura que nunca troquei,
Por isso essa tão angustiante saudade...não sei...
Não sei se guardei dentro de um sonho
Que nunca sonhei, mas fica vivo dentro de mim.
Perdi meu pedacinho de poesia, dois versos inteiros...
Faz um falta! É como se tivesse perdido
Um pedaço de minha história, fica um vazio!
Busquei dentro de todas aquelas saudades...
E de mais outras mas...não encontro...me dói.
Esses pedacinhos de poesia vieram a mim
No por do sol de ontem, chegaram mansamente
E ficaram gritando em meu pensamento...
Guardei tão bem guardado, dentro de uma saudade,
Que não sei qual. Assim, hoje não escrevo
Minha poesia...vou ver se lembro os pedacinhos 
Que perdi, cheios de mim.

José João
06/07/2.015

Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...