sábado, 20 de junho de 2015

...é a saudade sorrindo pra mim

Nas noites, em todas aquelas em que a dor da perda
Faz a carência ser maior que a tristeza e solidão juntas,
Quando o eco de um silêncio cortante grita para a alma, 
Já em prantos, as histórias que fazem agora essa dor...
Como se fosse de um sonho, uma voz  me chama
Num suave murmurar, baixinho me sussurra o nome,
Procuro entre minhas lembranças e ... não sei...
Mas ela continua... contando ternamente coisas  
Que ninguém (a não ser eu) sabia, me debruço
Sobre o tempo (irritantemente lento) e paciente,
Ouço o que mais me parecem carinhosas palavras 
De alento na tentativa de fazer a noite menos longa,
De fazer a dor menos doída, de me fazer vivo.
Me atento ao que me é dito e parece de ontem
A história contada...sorrir e chorar se confundem
Não me parece mais que estou sozinho...na noite...
Corro no tempo, la atrás, e de lá trago pedaços
De momentos vividos, cheios  ainda de mim.
E a voz se fazendo ainda mais suave, mais terna...
Me diz: Agora dorme...vou ficar contigo...
Olho atento para dentro da noite e vejo...é a saudade
Sorrindo pra mim.

José João
20/06/2.015








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...