quarta-feira, 29 de abril de 2015

Hoje não sei escrever poesia

Hoje bateram em minha porta, alguém pedindo poesia.
- Mas que dia para pedir poesia!!?? - Volte amanhã...
(Gritei) sem levantar de onde estava.( Estava sentado
Na porta da tarde lembrando palavras que não disse).
Ontem ela se fez repleta em mim, perfume, olhares, beijos,
Senti tudo isso como se ela estivesse bem perto.
Até a brisa insistia em lhe tomar a voz e sussurrar baixinho
Coisas que só eu sabia ouvir, sentir e por tanto chorar...
E ninguém veio me pedir poesia!
Ontem rezei a oração mais bela que aprendi rezar,
Cada conta do rosário era uma letra do seu nome
As palavras faziam festa na poesia que escrevia pra ela,
Saiam aos borbotões as vezes até mesmo atropelando
Minha vontade de em silêncio buscar sua imagem divina.
Tudo era tão ela que até esqueci as horas, o tempo
E ninguém veio me pedir poesia!
Hoje essa tanta dor da ausência, essa carência 
Que me sufoca, que me toma sem me deixar pensar,
Em que cada palavra é uma blasfêmia por essa
Tanta angustia que me faz prisioneiro de mim mesmo
Preso nessa tristeza mais triste qualquer tristeza
Vêm me pedir poesia! VOLTA AMANHÃ ...
Hoje não estou para escrever poesias...


José João
29/04/2.015

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...