quarta-feira, 15 de abril de 2015

A história do vazio de mim

As vezes uma vontade de chorar, copiosa e descabida
Me chega sem avisar, sem razão, sem que eu queira,
Chega apenas por chegar, e choro...mesmo
Sem querer chorar. Outras vezes é uma tristeza...
Mais triste que qualquer tristeza, dessas que faz
Até minha carência, talvez por pena de mim, pedir
Para a saudade me abraçar, me trazer sonhos
Que possam me fazer lembrar momentos que já vivi.
As vezes é tão grande a vontade de querer voltar
Que me ponho a fazer rota entre as estrelas...
Imaginando caminhos que talvez nem levem a lugar
Nenhum, buscando horizontes sem estradas pra chegar.
Ah! Quantas vezes a solidão se fez maior, muito maior
Do que eu podia suportar! Quantas vezes cai em prantos,
Em lágrimas vivas, sem mais te-las pra chorar...
Quantas vezes meus olhos secaram vazios, vagos,
Sem nada para olhar, sem nem sonhos pra sonhar!
Apenas contando tristes a história do vazio de mim.


José João
15/04/2.015



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...