terça-feira, 17 de março de 2015

A teimosia de um sentimento

E tu?! O que ainda fazes dentro de mim?
Não te basta fazer-me escravo da saudade?
Deixar-me entre meus vazios, louco assim!
Como se me fosses o começo do meu fim?

Que ainda queres de mim? Já não roubaste tudo!?
Rompeste minha alma e lhe tiraste os sonhos,
Sangraste meus pensamentos e me fizeste mudo
Dos meus dias fizeste pedaços tristes e bisonhos

Não te basta que o silêncio me grite tormentos?
Que o adeus que até agora escuto me cale a voz?
Essa voz que me sai sem força, tristes lamentos
Chorando em prantos essa dor cruel, tenaz e atroz?

Que queres de mim? A não ser deixar-me louco
Pedindo migalhas, restos de desejos perdidos!
Será que essa tanta solidão perene achas pouco?
Achas pouco esse pranto que choro incontido? 

Está bem. Te confesso, te esquecer eu tentei
Busquei horizontes perdidos em mares bravios,
Fui por mares de sonhos até neles, te juro, nadei
Mas deixaste tantas lembranças que até me afoguei

Foram beijos que se fizeram de ontem, não esqueci
Olhares perdidos em doces encantos feliz eu senti
Vivi teus momentos eternos e ternos, como vivi!
Que hoje percebo, embora não queira, vivo por ti.


José João
17/03/2.015







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...