terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Hoje só te fiz lágrimas

Hoje não consegui te fazer poesia,
Só consegui te fazer lágrimas,
Escrevi a saudade em versos incompletos,.
Teu nome escrevi nas entrelinhas,
Quando tristeza solidão se juntaram em rimas
Dementes, descabidas, mas me cabendo
Perfeitamente. Tu ausência se encheu
Com teu teu perfume, me tomou os sentidos...
Me embriagou de te num torpor sonolento, sublime,
Quase divino, Gritei teu nome dentro de mim
Com toda força que o silêncio permitiu...
Murmurei teu nome entre soluços
Senti o gosto de teu beijo na lágrima que chorei,
Fui buscar sonhos que sonhamos juntos,
Momentos que ficaram eternos...
Guardados carinhosamente dentro da alma,
Desenhei nuvens e dentro delas escrevi teu nome.
Te guardei dentro do que sobrou de mim...
Quase consigo te ver...tanta era a saudade
Que te trouxe para bem perto. Até fechei o olhos
...E senti tuas mãos no roçar da brisa caridosa
Que se enfeitou de ti... só não consegui
Te fazer poesia...te fiz só lágrimas.

José João
03/02/2.015


Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...