segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Essa dor que tua falta me faz

Meus olhos choram desesperados à tua procura,
Te buscam na distância misteriosa que nos separa,
Só distância, sem caminhos, sem rastros...
Só a saudade que vai por estradas sem chão,
Vai de sonho em sonho, vai em cada momento
Distante, que o esquecimento deixou ficar, para te buscar,
E neles, tu vens como imagem perpetuada na alma,
Desenhada em pedaços de mim onde sempre estarás.
Tua ausência povoa minha meus dias, todos eles,
Também as noites, onde busco em silenciosas orações
Confortar a alma cheia de solidão e carência
Pela falta de ti. Tudo se fez vazio, sem cor e sem forma,
Até as palavras se deformam, os soluços se contorcem
Entre gritar e chorar, balbucio teu nome como reza,
Que vai solto ao tempo como  fosse um grito do coração,
Um grito sofrido, cheio de pranto, dizendo: Te amo
Mas essa distância misteriosa que nos separa,
Acho, não te deixa ouvir. Então paro no tempo,
Deito dentro da tristeza, me afago com tuas lembranças,
E choro... essa dor que tua falta me faz.


José João
13/10/2.014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...