sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Essa doce e dolorida saudade...

Nossos caminhos se separaram sem que se quiséssemos,
Se fizeram rotas diferentes, se fizeram outros horizontes,
Mas, por mais que aumente essa distância entre nós dois,
Mesmo que nossos rastros se façam opostos nos caminhos
Percorridos, ainda assim, estarás sempre dentro de mim,
Vou te guardar carinhosamente dentro de minha alma,
Como se fosses minha própria essência, ou até mesmo
O pedaço mais perfeito de mim, dando alento à minha alma.
Sempre, por maior que seja a distância, tu vais estar aqui,
Respirando o ar que respiro, vendo com meus olhos
Os horizontes que não podemos ver juntos, sentindo a brisa
Como se fosse tuas mãos a me acariciar o rosto,
Ouvindo o murmurio do vento como se fosse tua voz,
Meiga e terna a me dizer: Te amo. Vou te amar para sempre,
Mesmo que pareça loucura, mesmo que não faça
Mais nada a não ser te embalar nos meus sonhos, ilusões,
Devaneios, e nessa vontade de ser teu para sempre.
Vou te fazer eternamente minha poesia única e mais perfeita,
E viver, apenas por sentir essa doce e dolorida saudade de ti.


José João
19/09/2.014




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...