sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Nossas almas já se conhecem tanto

Deve ser  meu destino, te buscar onde não sei,
Te procurar onde não estás...mas sonhar contigo.
Deve ser meu destino, saber que existes,
Não saber teu nome, mas sentir teu perfume ao vento,
Tua presença em tudo que me cerca, sentir teu olhar,
Mesmo nessa tua ausência que faria a vida vazia,
Não fosse ter aprendido o prazer de te esperar,
E a certeza de que estás em algum lugar...
Talvez até me esperando, como te espero agora,
E o destino brincando de esconde-esconde
Nos deixa assim, nossas almas tão intensamente juntas
E nossos corpos esperando por nós dois...
Será acho que o destino nos fez dizer adeus
Antes de nos encontrarmos? Ou está preparando
Nossos corações para um amor que nunca...nunca
Ninguém teve o prazer de sentir? Te espero desde muito,
Brinco de adivinhar teu nome, saber a cor dos teus olhos,
Brinco até de te esperar, sentado nas margens de caminhos
Floridos que meus pensamentos criam na ansiedade
De te ver chegar...sem precisar dizer mais nada...
Porque nossas almas nos dizem até nossos segredos.



José João
01/08/2.014



Um comentário:

  1. Meu querido amigo

    Há almas que mesmo que nunca se venham a encontrar, estão em sintonia...essas são as almas dos poetas. Sempre intenso.

    Um beijinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...