quinta-feira, 26 de junho de 2014

A saudade que me faz viver

Não sei porque estás ainda tão dentro de mim,
Te fazes meus momentos, meus sonhos, devaneios.
Teu nome fica brincando em meus lábios
Como se fosse uma canção que não se esquece nunca.
Minha alma brinca contigo, te põe no colo e me chama
Pra dizer que não estou só, que estás comigo,
Como se eu não soubesse, não te sentisse...
As vezes estás tão perto que sinto teu perfume,
Te vejo a cor dos olhos, sinto o roçar de teu rosto,
E me toma uma sensação docemente divina,
Cheia de ti, dos teus tantos carinhos. Nessa hora
A saudade se faz dor, a tristeza se faz vida...
E a solidão, como se valsando ao som do silêncio,
Me toma, me envolve, me carrega para um vazio,
Que desde teu adeus, se escondeu dentro de mim.
Se hei de escrever nos versos que sinto, nos versos
Que minha alma fala, que até grita quando é tanta
A dor que sente. Se neles haverei de dizer um nome,
Que seja o teu, entre a beleza do amor que vivemos
E a saudade que me faz vivo agora.


José João
26/06/2.014

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...