quarta-feira, 4 de junho de 2014

A noite, sem tua saudade não é noite

Todas as noites me chegas de mansinho,
Como se viesses enfeitar meus sonhos,
Brincar de me fazer feliz, ir buscar momentos
De nós dois que ficaram perdidos no tempo,
Mas ainda dentro de mim. Todas as noites,
Como se fosses um anjo, desses anjos criança
Que gostam de brincar, assim me vens, trazendo
Coisas novas: Lágrimas que nunca foram choradas,
Saudades repletas de ti a me preencherem o vazio,
Lembranças que esqueci de lembrar se fazem novas,
Cheias de nós dois, até teu perfume a noite me traz.
Te sinto tão perto, as vezes até tão dentro de mim,
Que sinto no lugar do meu, o teu coração,
Pulsando alegre por nós dois. Não sei quem nos separou...
O destino...a vida. Não sei. Mas não permiti levassem
De mim esse desejo ardente que me faz vivo,
Os sonhos que ainda hoje se fazem ternos segredos
Guardados dentro de mim. Minhas noites...
Se não me vens  em sonhos não são noites
Mas se vens em saudade durmo feliz contigo...
Abraçado com ela.



José João
04/06/2.014




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...