segunda-feira, 5 de maio de 2014

Como são poucas as palavras!!

Eu queria saber inventar palavras, para fazer poesias
Que dissessem tudo que preciso dizer, com palavras
Que essas palavras de agora não conseguem contar.
Palavras que possam dizer de todo esse amor,
Que possam contar sem medo de errar, que vivo
Por ter esse sentir dentro da alma e de mim.
Queria saber inventar palavras, assim como invento
Os sonhos que sonho contigo, sem poder contar para o mundo,
Porque  as palavras de agora, tão pouco elas podem dizer.
Como falar de tudo que está dentro de mim (pra ti)
Se a maior quantidade que as palavras podem dizer:
É infinito...como falar desse sempre, desse para sempre
Que não se pode medir porque a palavra para dizer isso
É apenas eternamente, tão pouco para o tanto que sinto.
Ah! Se eu soubesse inventar palavras! Talvez meus versos
Fossem completos, talvez entendessem esse tudo que sinto,
Essa loucura que chamam de amor, mas é tão pouco para dizer
Esse tamanho...esse tamanho, esse infinito, esse eterno...
Esse...esse...como são poucas as palavras!
Como são pequenas as palavras!... para o tamanho
Do que sinto.


José João
05/05/2.014

Um comentário:

  1. Acredito que, o que traduz sentimentos não são palavras e sim atitudes. Mais um belo poema. Um abraço

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...