segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Será que é mesmo loucura?

Loucura. Talvez até seja. Não te conhecer...
Buscar um nome no tempo, que sei, nem é o teu.
Te gritar em desespero perguntando ao mundo por ti,
Não ter resposta e ainda assim dizer: Te amo.
Talvez seja loucura ver teu rosto desenhado
No céu do horizonte, um rosto que faço ser o teu,
Meu olhar te busca, minhas lágrimas choram,
E minha alma se ajoelha rezando orações silenciosas
Como se um milagre pudesse acontecer.
Loucura, eu sei, te beijar nos meus sonhos,
Sentir teu perfume trazido pela brisa que nem sei
De onde vem. Sentir o vento como se fosse tuas mãos  
A acariciar meu rosto. Ouvir tua voz no sussurro do mar
Que canta uma canção  que penso ser pra mim...
Falando de um amor tão infinito quanto eterno.
Alguém errou ao nos dar apenas uma alma e nos fazer
Nascer tão distantes, onde apenas meu pensamento
Pode te encontrar e minha alma te sentir.
Sei que sabes que existo, só não sabes onde estou...
Assim como eu...mas nossas almas vivem juntas,
Apenas nossos corpos ainda não se encontraram...
Mas querida, vem logo...é preciso.


José João
17/02/2.014






Um comentário:

  1. Meu querido amigo

    Amar nunca é loucura...desejar a mulher amada não é pecado e voar nos braços da paixão é viver.
    Como sempre um poema cheio de emoção em cada palavra.

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...