quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Meus sonhos impossíveis

Sonhos impossíveis. São os sonhos que sonho
Com muito mais carinho que todos os outros sonhos,
Imagino todos o detalhes, por menores que sejam.
Os sonhos impossíveis têm que ser perfeitos,
Senão, não seriam sonhos impossíveis.
Desenho o rosto dela entre flores, pinto horizontes,
Faço a brisa, em leves volteios, cantar canções divinais,
Faço os lírios dançarem ao sabor do vento, risonhos,
Num valsar alegre referenciando a presença dela.
Pinto o céu com nuvens coloridas, leves, soltas,
A se fazerem desenhos do rosto dela flutuando
Inocente na perfeição de sua própria beleza.
Os passarinhos, até eles, me perguntam dos acordes 
E trinados que possam embalar os pensamentos dela,
Fazem a sinfonia do amor, tão perfeita, que os anjos
Insistem em fazer a segunda voz e o nome dela como refrão.
Ah! Meus sonhos impossíveis! São tão perfeitos
Que chego a sentir o calor de seu corpo, o sabor 
De seus beijos, a doçura de seu olhar no meu
E a ternura de sua voz me dizendo: Te amo.
Não fossem meus sonhos impossíveis tão perfeitos...
Não sei o que seria de mim!


José João
16/01/2.014


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...