quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Sem medo de recomeçar

Cantar, entre lágrimas e sorrisos, uma dor que a alma
Não quer chorar. Sentar no tempo quando é preciso 
Buscar sonhos? Ir além, além dos horizontes conhecidos,
Correr entre os medos que cercam os caminhos
E seguir o perfume do tempo, até onde os rastros do nada
Se apagaram para nascerem outras esperanças.
Jogar fora todos os sonhos que se fizeram um pesado lastro
Para a alma e deixa-la com sonhos novos, vivos, soltos,
Sonhos viçosos, cheios de verde, com gosto de sonho-criança,
Até que se façam a mais verdadeira expressão de amar.
Banhar-se na doce inocência de um recomeçar,
Sem temores, sabendo que a felicidade está bem aqui,
Bem aqui dentro da gente e nós, não sei porque,
Não a deixamos solta em nossos corações,
Livre para entregar-se à toa, sem reservas, plena,
Como se amanhã não fosse apenas um outro dia...
Refazer a vontade de ser gente, pisar nos preconceitos
Tão incoerentes quanto mórbidos, lavarmos 
Nossos pensamentos para não sujar nossa alma e...
Nos entregar cegamente ao amar, mesmo que um dia
Tenhamos que nos juntar, refazer nossos pedaços...
Isso é uma lição que só nós podemos nos ensinar
E vale a pena...podem crer. Vamos amar... e


José João
05/12/2.013






2 comentários:

  1. Recomeçar é sempre possível... A cada novo dia esse convite nos é feito, deixando o passado no seu devido lugar e vivendo o presente, o agora. Lindo poema João. Bjus

    ResponderExcluir
  2. SEU JOSÉ !!! VOCÊ É REALMENTE IMPRESSIONANTE !!! FIQUEI A PENSAR O SENTIDO DO RECOMEÇO !!! E REALMENTE !!! LINDO O PODER FAZER NA CERTEZA DE DEIXAR O QUE FICOU PRA TRAZ !!! AFINAL SÓ DA PRA VIVER O AQUI !!! NO AGORA !!! POIS SE SÓ ELE DE FATO EXISTE !!! É POETA BRICAS ATÉ COM O TEMPO !!! LINDO !!! DO AMIGO E FÃ Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...