sábado, 21 de dezembro de 2013

As duas metades de mim


Minha alma se divide, metade de mim sou eu
A outra metade é tua saudade, meus momentos,
Esses já ficaram todos teus, os sonhos também.
Na metade que sou, a maior parte és tu,
Que vives dentro de todos os meus dias
Como se minha vida fosse tua, apesar da distância.
Falo, e que minha voz não faça apenas rastros
Na vereda do tempo, mas que grite um sentimento,
Que se faça eco nos corações que agora choram
Perdas de amores que esquecer é impossível.
Parte de mim é caminho, é chegada, a outra parte
É partida, sou meu próprio caminho, e me encontro
Comigo no horizonte, onde minha outra metade, 
A saudade, te procura. Dou adeus a mim mesmo
Na partida e na chegada, elas se confundem
No começo, ou no fim é sempre a mesma estrada.
Os versos que faço, também se fazem metades.
Metade deles sou eu, a parte vazia de mim,
A outra metade és tu, contando uma saudade sem fim.


José João
21/12/2.013





2 comentários:

  1. ;eu querido amigo

    Que neste Natal a magia da criança que fomos esteja presente nos nossos corações...que não seja apenas uma comemoração de um dia, mas momentos de amor que se prolonguem por todo o ano...unindo almas e encurtando distâncias com o carinho de uma palavra...o calor de um abraço que se sente como um lenitivo para todas as dores.

    FELIZ NATAL junto de todos os que amas

    Um beijinho com carinho
    Sonhadora

    ResponderExcluir
  2. JOSÉ JOÃO MEU AMIGO POETA !!! "PARTE DE MIM É CHEGADA A UTRA É PARTIDA !!! POIS É MEU AMIGO !!! LINDO !!! PRECIOSA FRASE A MIM !!! É EXATAMENTE COMO ME SINTO AGORA E PARECE QUE BEM ADVINHAS !!! UM GRANDE ABRAÇO UM LIDO NATAL PAZ AMOR !!! INSPIRAÇÕES COMO ESTAS !!! LINDAS !!! É O QUE DESEJA SEU FÃ E PARCEIRO Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...