quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Pedaços de minha alma

Minhas lágrimas! São pequenos pedaços de minha alma,
Que ela, insensata, manda em tua procura pelo tempo.
E lá vão elas por entre horizontes, vão além mar,
Levadas pelas ondas por rotas que a saudade cria.
Por vezes vão ao vento, flutuando sem caminho,
Em leves e sutis volteios num ir e voltar dos sonhos
Que a alma insiste guardar como se fossem de ontem.
Ah! Esses tristes pedaços de minha alma!
Por vezes se fazem prantos, como pequenos rios, 
De raso leito, em que a saudade se faz flor
A ir pálida, afogando-se em suas águas correntes,
Deixando no peito a solidão instalar-se plena.
Minha alma se poda e se completa em tua busca.
Quando manda seus pedaços, minhas lágrimas,
Poda-se com o desespero da aflição de tua ausência,
(Tu és dela a essência da perfeição do existir)
E se completa com a esperança de te encontrar um dia.
Assim, minhas lágrimas, pedaços de minha alma,
Correm, voam, fogem dos meus olhos em busca de ti.
Tomara não seja em vão. Tomara te encontrem um dia,


José João
21/11/2.013

2 comentários:

  1. Nossa! Versos esplendoroso! Lindo demais. Bju

    ResponderExcluir
  2. VOCÊ MEU AMIGO !!! NÃO EXISTE !!! POETA !!! QUEM TE ILUMINA COM TANTA BELEZA !!! FICO SEMPRE TOCADO AO TE LER !!! MAGNÍFICO !!! HÁ JÁ TRABALHO NOSSA NOVA PARCERIA VIU OBRIGADO POR ME CONCEDER TAMANHA HONRA Um AbraçÃo Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...