terça-feira, 26 de novembro de 2013

Ainda hoje não te esqueci.

Ainda hoje teu perfume me veste, me cobre,
Como se fosse parte essencial de mim, 
Afaga meu corpo, abraça minha alma e fica
Me vestindo com o teu sabor de amor eterno,
Me entrego, me deixo ficar no teu sentir,
Vou me buscar nos sonhos, relembro as noites,
Os momentos infinitos de nós dois, nossas almas
A se entregarem aos anseios de nossos corpos,
No calor ardente da paixão que nos tomava.
Vou buscar, lá dentro de mim, o sabor dos beijos
Que trocamos, nas carícias que nos marcaram
Como se fossem rastros deixados em nossas almas.
Um grito sai de dentro de mim, desesperado,
Gritando teu nome, agora perdido não sei onde,
Levado pela ingratidão da própria vida
Que brinca de brincar com os sentimentos.
Ainda hoje te sinto, embora o tempo não queira
E insista em te prender num esquecimento
Que a saudade não permite. Não sei onde estás,
Mas não importa...te amo mesmo assim.


José João
26/11/2.013

Um comentário:

  1. "Relembro as noites/Os momentos infinitos de nós dois, nossas almas a se entregarem aos anseios de nossos corpos..." Belas recordações... são momentos que marcam e que ficam passando como um filme... Lindo!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...