sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Perdoa se me perdi de ti

 Perdoa pelo meu egoísmo de te prender desesperadamente
Dentro de mim. Por te fazer tatuagem em minha alma,
Perdoa por te fazer de minha mais perfeita e única oração.
Só rezando teu nome é que eu me encontro, mesmo entre as saudades
Dos tantos momentos que vivemos. Rezar teu nome é viver.
Perdoa se fiz de ti os meus sonhos mais verdadeiros,
E dentro deles, mesmo só com tua lembrança, ainda vivo
Perdoa, te peço de joelhos, se te faço correr em minhas veias
Como meu próprio sangue a massagear um coração carente
Assim como deixaste o meu que pulsa pela esperança de ti.
Perdoa se peço aos prantos, mais prantos para chorar
Essa saudade eterna que dentro de mim se acomodou
Perdoa essa falta que ainda sinto de ti e me faz te buscar,
Lá onde um dia nos deixamos ficar beijando nossos corações
E brincando de amar com nossas almas tão completas de nós.
Perdoa se não sabes que ainda te amo. Enfim, amor, perdoa
Se me perdi dos teus rastros... se me perdi em teus pensamentos.


José João
04/10/2.013



2 comentários:

  1. Divinamente tocante... MA-RA-VI-LHO-SO! Um bj poeta.

    ResponderExcluir
  2. O AMOR AINDA EXISTE.

    Saia dessa, querido!

    Beijos.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...