quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Brincando de fazer lágrimas

Ontem brinquei de fazer lágrimas,
Fiz lágrimas de solidão, lágrimas de saudade,
Lágrimas de tristezas, fiz até lágrimas sorridentes,
Estas pelas lembranças de amores vividos,
Sentidos, amores que me fizeram sorrir.
Brincar de fazer lágrimas é brincar diferente
Quase todos fazem as lágrimas iguais
Fazem as mesmas lágrimas para qualquer dor
Eu não, minhas lágrimas sabem seus motivos.
Enquanto muitos sofrem para fazer suas lágrimas
Eu brinco de faze-las, assim como um artesão
Que transforma com as mãos o pensamento em beleza
Que é vista com os olhos, eu transformo minha dor
Na beleza reluzente dos meus próprios olhos
Quando neles as lágrima saem efusivas
Na quantidade certa da emoção que minha alma sente
Minhas lágrimas saem por felicidade, rarissimas vezes,
Por tristezas, solidão, saudades, até por sonhos
Que não sonhei, saem por dores alheias
Saem até por dores que nunca imaginei.
Quase sempre brinco de fazer lágrimas, muitas lágrimas
Por dores sentidas, ou por dores que nunca chorei.
Fazer lágrimas é brincar de brincar diferente
Fazer lágrimas é como brincar de ser gente.


José João
10/08/2.011
(reedição)



Um comentário:

  1. Muito belo o seu fazer lágrimas. Disse muito sobre as emoções e como sentimos cada uma delas. Abraços.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...