segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Coisas que doem na alma

Caros amigos, lá vou eu outra vez. Havia dito que não postaria mais, entretanto, quando tiraram "aquele site plagiador" do ar, não tinha mais porque não postar minhas poesias (escrever poesias, o que mais gosto e preciso, coisas da alma. Quem escreve sabe), mas não sei como este site voltou e com toda força. Nessas circunstâncias, quando meu blog perde até a identidade, não me sinto mais estimulado a publicar nada. Vou continuar escrevendo nos meus rascunhos, apenas nos rascunhos. Lamento. É uma maneira de expressar, em detrimento a mim mesmo, minha revolta, minha decepção quando percebo que entre os humanos e parecidos com estes, estão verdadeiros animais sem alma, sem nada dos homens. Nunca pensei que um dia me decepcionaria tanto com o comportamento de alguns, mesmo sabendo da morte da ética, da moral e da essência humana. Para que tenham uma ideia (é um desabafo e não um lamento), acreditem, não tenho mais nem 20 (vinte) visualizações por dia. Queridos, são tantos os plágios, mas são tantos que, sinceramente, desisto. Por aqui e por tempo indeterminado, O POESIAS E POEMAS afasta-se para um retiro. Tenho outros blogs (onde uso pseudônimos) e que me visto com outras identidades, e bem diferentes dessa onde sou poeta, onde sinto e me  escrevo, não que nas outras não sinta, mas é nessa que minha alma se completa.
Um abraço a todos, um beijo no coração de cada um, que com sua visita no jjcruzfilho.blogspot. com  se fez coautor das poesias ali postadas.Podem crer me ajudaram a viver. Até.


José João
15/09/2.013



3 comentários:

  1. Fico triste João que isso tenha acontecido. É lamentável e revoltante. Sentiremos saudades. Até qualquer hora. Um abraço poeta.

    ResponderExcluir
  2. Que triste João... mas não pare de escrever não, sua poesia é maravilhosa e seu talento ninguém irá tirar
    bjo

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...