terça-feira, 27 de agosto de 2013

Um coração todinho só pra ti

Que queres mais? Que minha alma grite em alucinante desespero?
Se já a teus pés quantas vezes ajoelhei a fazer-me um teu servo!
Te fiz todos os meus sonhos, te dei toda essa minha humilde vida
Deixei até minha inocente alma  implorar-te amor, no chão caída

Quantas lágrimas aos teus pés eu derramei em demente contrição,
Rezando alto o teu nome como a única e a mais divina oração!!
Poderia,  e de bom grado, se quisesses carregar-te entre espinhos
E com a própria alma fazer-me teu escudo a limpar o teu caminho

Que mais posso dizer, posso fazer, que te faça em mim acreditar?
Minha alma te ama, todos os dias te ama loucamente muito mais
Vai silenciosa, cabisbaixa, ajoelhada, sem orgulho, vai te procurar
Senta a teus pés, te faz santa, te faz divina, belo sonho a sonhar

Te fizeste minha maior razão, pedaço completo que falta em mim,
Espelho a refletir-me, dos anjos, toda celestial candura de existir
És a essência que a vida me fez faltar, água límpida de doce fonte
Te daria até a vida se me permitisses um breve beijo em tua fronte

Não sei mais que fazer, minha alma aos teus pés, coitada, implora
Mas se não acreditas que em meu peito meu coração de ame tanto
Se não acreditas que seu pulsar é uma confissão desse tanto amar
Tama-o nas mãos e vê... ele feliz te confessando amor aos prantos


José João
27/08/2.013






2 comentários:

  1. Olá amigo João, nossa que lindo seu poema!
    Muito intenso, um amor desesperado, um amor apaixonado!
    Um amor profundo... O qual você descreveu muito bem como de costume.
    Gostei de ler-te!

    Beijos! Fernanda Oliveira

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...