sábado, 10 de agosto de 2013

Eternidade e infinito?! Pedaços de minha dor

Meus olhos são tristes, minhas lágrimas abundantes,
Mas não caem no meu rosto, não se deixam aparecer,
A dor diz  que,  para ela, é mais divertido que chore com a alma,
Assim ela dói bem mais e se faz mais verdadeira.
Então meus olhos choram para dentro de mim, aflitos,
E se confundem ao se verem vazios chorando tanta dor,
Opacos, sem o brilho das lágrimas a que se acostumaram tanto.
A solidão, surpresa, olha dentro deles e não vê pranto,
Se faz mais forte, mais densa, se faz tanto, e tão intensa
Que me faz até sentir teu perfume entre meus desejos.
As lágrimas  se fazem mais, a alma se encolhe, se faz menor,
Como se a dor não lhe doesse tanto por estar tão pequena,
Mas esta se faz do tamanho da saudade, que até ontem,
Era apenas do tamanho do infinito,  hoje,  infinito...
É só a fração de um pedaço do momento da dor que sinto,
A eternidade se faz até bem ali onde meus olhos,
Mesmo chorando ao gosto da alma, ainda te procuram 
Eternidade e infinito são apenas pedaços da dor que sinto


José João
09/08/2.013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...