sábado, 11 de maio de 2013

De tanto sonhar...

O amor que hei de encontrar um dia
Será belo, terna luz divina a brilhar
Será lindo como o céu...a brisa...o mar
De voz doce e meiga...celestial melodia

O amor que um dia hei de encontrar
Povoa meus sonhos...me faz sempre sonhar
Cabelos cor da noite, da noite mais luzidia
Perfume da aurora brincando de acordar o dia

Ah! Amor,  que me faz sonhar mais que existir
Me faz parar o tempo esperando acontecer
Me faz sonhar a maneira mais linda de viver

Deus. Meu bom Deus. Quanto mais vou esperar?
- Filho, vês aquela sombra no horizonte a esvair-se?
Sonhaste tanto e ela passou sem que a visses


José João
08/03/2.011
Reedicão

4 comentários:

  1. As vezes não conseguimos enxergar o amor, deixamos coisas menos importante encobrir nossos olhos e, quando percebemos ele se foi... Um lindo soneto, que eu já conhecia e já gostava. Um abraço poeta.

    ResponderExcluir
  2. oi José, muito boa a construção de seus versos.

    Ocupado demais em sonhar, nem viu o sonho acontecer.

    Parabéns. O poema é ótimo!

    ResponderExcluir
  3. Olá José.
    é sempre assim, a gente idealiza tanto algo, queremos que tudo seja do nosso jeitinho, mas aí a vida nos apresenta de uma forma bem diferente e a gente nem percebe, e quando nos damos conta, já passou.
    Adorei ler-te.
    Um abraço.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...