quinta-feira, 25 de abril de 2013

Não sei quem és mas sei que existes


Não sei quem és, não sei teu nome, nem onde estás
Talvez estejas em uma das tantas esquinas do tempo
Na sombra de uma vontade que não sabes explicar
Até angustiada por não saber o que estás a esperar

Talvez sejas Beatriz, Maria, Antônia, Josefa, não sei,
Sinto tua falta, sento na tarde te esperando ver chegar
Olhar triste no horizonte, ansioso, querendo te buscar
Coração batendo forte, louco, sonhando te encontrar

Ainda não sei quem és mas imagino a cor do teu olhar 
Não sei ainda o gosto do beijo, nem teu jeito de falar
Mas sei que existes, só não sei onde e como te achar

Será que estás perto? Quanto tempo ainda vais custar?
Em cada rosto te procuro, cada sonho é uma fantasia
Enquanto não vens te faço eterna, te faço minha poesia 


José João
25/04/2.013




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...