domingo, 14 de abril de 2013

Sonhos, apenas sonhos antigos


Bela senhora que me esconde o doce rosto divino
Atrás de um lenço de linho bordado com a cor do sol
Quisera eu gentil donzela, poder-lhe mostrar meu apreço
Tecer lenços coloridos e finos com as flores do arrebol

Roubar as estrelas mais belas, as mais brilhantes do céu,
O raio de luar mais dourado que ainda ninguém não viu
Buscar um anjo artesão cheio de toda e divina inspiração
Fazer um diadema e nele pendurar esse humilde coração

Senhora divina e bela essa tão profunda beleza no olhar
Me deixa que a alma se tome de todo um inocente desejo
Como pássaro que por tão sozinho canta saudoso chorar

Quem dera meus versos levassem pra dentro de sua alma
Esses desejos, esses sonhos que lhe afirmo a minha tem
De lhe ser gentil escudeiro servo fiel, isto se lhe convém


José João
13/04/2.013

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...