quarta-feira, 24 de abril de 2013

As vezes chorar é preciso

Quero chorar. Preciso chorar. Não com essas lágrimas 
Que todos choram, que até se fazem vaidosas 
Brilhando nos rostos tristes. Quero chorar no silêncio,
Sem que ninguém veja, como se fosse uma oração...
Que se reza sozinho, escondido num canto, contrito,
Só, com a alma, sentada no nada chorando comigo.
Chorar sem que ninguém saiba, nem mesmo a poesia
- Minha poesia não guarda segredos -
Ela conta nas linhas, nas entrelinhas dos versos
O que não quero contar, se escrevesse agora ela diria:
Não é dor alheia é dor dele mesmo que está a chorar.
Por isso quero chorar sozinho todas as minhas dores.
Quero chorar sozinho, as lágrima são minhas, só minhas,
Não precisa que lhes vejam, nem a tristeza, nem a beleza.
Minhas lágrimas são tristes mas são tão  belas!
Talvez até deixe, na noite, a solidão chorar comigo, 
Na verdade ela sabe até o gosto de minhas lágrimas,
Chorar as vezes é preciso. É como se a alma gritasse
Ao mundo todo seu desespero por tão só se sentir,
Assim como se fosse um despertar pra verdade,
Como se descobrisse que o tempo não lhe pode mais iludir


José João
20/04/2.013












Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...