quarta-feira, 3 de abril de 2013

A solidão não precisa de palavras

Caminhei por ruas desconhecidas, vi outro céu, até mais azul,
Ouvi corações, em diferentes idiomas, chorando a mesma dor,
Prantos caindo na noite misturando-se com o orvalho no chão
Até quem não se conhecia, de joelhos, rezava a mesma oração

O adeus, em qualquer idioma, se faz agustia, a solidão entende
Pra ela nem precisa falar, só uma saudade, uma lágrima, bastam
Em qualquer coração o pulsar é forte, o adeus maltrata, sufoca
Deixa triste vazio na alma perdida, sacrificada e quase morta

Procurei por muitos lugares distantes, paisagens desconhecidas
No meio da multidão ou por estradas desertas, sempre busquei
Um lugar pra me esconder da solidão, mas não, nunca encontrei

Em quantos idiomas rezei esperando milagres que nunca senti!
E só um idioma, fala a tristeza, a saudade, a angustia e a solidão,
Um idioma que não precisa de palavras... é a voz do coração


José João
03/04/2.013

Um comentário:

  1. Olá! A saudade é olhar para trás em um campo de batalha, à procura do amor que está perdido. A saudade é um pedaço de maçã entalado na garganta, que não desce... lindo demais!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...