quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Que minha poesia triste...



Tomara minha poesia ecoe longe, mesmo sendo triste
Que não faça mais ninguém chorar, mas ensine a viver.
Que mesmo triste se faça canção gritando ao tempo
Que dores não ficam sempre um dia se vão no vento

Que meus versos cruzem jardins, horizontes, corações
Encantem almas que um dia se perceberam desiludidas
Que mesmo tristes se façam cheios de sentimentos vivos
E se façam de cada alma triste amantes ternos e passivos

Que meus cantos se façam encantos nas tantas rimas vivas
A voarem entre medos de dores por adeus e despedidas,
Faça de cada uma, uma saudade, lembrada sem ser doída

Que minha poesia grite bem alto nos corações mais tristes
Dê a cada um, uma esperança, em todos um novo alento
Que as dores não ficam sempre um dia se vão com o vento.


José João
23/01/2.013








Um comentário:

  1. Por vezes as poesias tristes são as mais belas e mais verdadeiras.

    Beijinhos

    Ana

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...