quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Eternamente


Dos beijos que um dia te dei, nunca ninguém os provou
Se antes beijei, acredite, esses beijos que agora te dou
Jamais outros lábios sentiram o prazer, nem o tremor
Dos meus lábios, que nos teus, aquele beijo eternizou

Deixei que ficassem em meus lábios o mais doce sabor
Como se fosse perfume, que se sente sem se ver a flor
Deixei ficar em meu corpo todos os carinhos que fizeste
E na alma,deixei ficar, todos os sonhos que me deste

Dos tantos sussurros, carícias, promessas, deixei ficar,
Guardei entre os tantos guardados que ficaram comigo,
Dentro de mim. Eu, pra eles, sou o mais perfeito abrigo

Dos olhares que dei, mesmo já tanto tempo passado
Ainda guardo comigo a imagem e a emoção que senti
Fizeram-se séculos os poucos instantes que contigo vivi


José João
17/01/2.012



Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...