quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

As lágrimas da saudade



Fiquei deitado em meus sonhos vivendo minha saudade
Que me acalentava, buscava momentos e comigo ficava,
Assim como se quisesse, gentil, velar  meus pensamentos
Ou pena, talvez, pela tanta dor que minha alma chorava

Os dias tão tristes quanto monótonos se pareciam tanto
Que o ontem se fazia hoje e o hoje se fazia de amanhã
Tudo ficava como se todos os dias fosse apenas sempre,
Como se a dores tivessem sido paridas do mesmo ventre

Do passado, lágrimas, e até risos se faziam de fantasmas
A povoar as lembranças. As lágrimas chorando um adeus
Os risos? Fingidos, como se fosse um ateu a louvar Deus

Por entre os olhos, corriam em meu rosto, aos  prantos,
As saudades das tantas perdas, que como dores ficavam,
E por mim, com a saudade, também meus olhos choravam


José João
02/01/2.013







Um comentário:

  1. Em Cada sonho em que deitas querido Amigo traz-nos um beleza irretocável que brota no seu lindo e imenso coração parabéns um grande Abraço Pedro Pugliese

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...