quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Ontem para sempre


Ontem, a casa se encheu toda de ti, teu perfume
Tomou conta desde o quarto até meu pensamento,
Teu sorriso brincava no jardim sorrindo com as flores,
Ouvia tua voz, meiga, como se fosse a voz do vento

Tudo aqui ontem,  falava ternamente e só falava de ti,
A saudade corria solta entre meu coração e os olhos
Contando sonhos, momentos que nunca se passaram,
Para sempre, dentro da alma, se acomodaram e ficaram

Nunca havia percebido um ontem tão longo e tão perto
Nunca me disseram que no hoje podia haver um ontem
Nunca imaginei que um ontem pudesse se fazer eterno

A casa está ainda toda cheia de ti,  até teus costumes
Insistem ficar. Nem teu lugar vazio na mesa, está vazio
Minha alma vestida de saudade ainda consegue te olhar


José João
21/11/2.012




3 comentários:

  1. José João mais um maravilhoso testo poético ...fico muito feliz pois flui de seu coração sempre lindas inspirações para nos encher de beleza Um grande abraço Pedro Pugliese

    ResponderExcluir
  2. Caro poeta,
    Eu sei mto bem do que é capaz o ontem. A gente tenta desamarrar um mte de coisa e não consegue pq ficou lá trás , porém anda junto.

    ResponderExcluir
  3. Linda poesia! Cheia de muito encanto e amor!

    Cheguei aqui por acaso e peço permissão para ficar! Sigo-te!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...