quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Não encontro você...


Me sentir sozinho é como brinco de viver todos os dias
É como estar entre tantos, entre todos, e não ser visto
É esconder-me tão bem, que só a solidão me encontra
Como se eu dissesse à multidão: Para você, não existo

Estar sozinho é como ouvir a beleza melodiosa do silêncio,
Num cantar mudo, me fazer buscar pensamentos perdidos,
Momentos que ficaram entre os tantos e moribundos sonhos
Que se arrastam lentos no tempo como fantasmas esquecidos...

Uma lembrança, um olhar sorridente, que parece de ontem,
Me vem em saltitante alegria, gritando que espere um pouco
Que ela está ali, que vem antes que o mundo me faça louco

Não sei se é a solidão que me encontra, ou eu que a busco
Mas sei que na multidão nada encontro, nada tenho pra ver
Teria, se entre tantos, ou se entre todos, estivesse você


José João
07/11/2.012









Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...