domingo, 12 de agosto de 2012

Guardados e perdidos


Guardo na alma todos os sonhos que sonhei,
Palavras que não disse, talvez até por medo.
Guardo a vontade dos beijos que não dei
Todos se fazem segredos que nunca contei

Guardo imagens perdidas de rostos na multidão,
Cantos que escondi dentro de tantas saudades
Escondo as cicatrizes deixadas em meu coração
Pelas mentiras que se fizeram mais que verdades

Guardo lá dentro do nada perdidos encantos
Que se foram no tempo, para os tantos vazios
Que em mim ficaram preenchidos por prantos

Canto em notas tristes que nem sei de onde vêm
Canções que se fizeram apenas notas perdidas
Em que um louco maestro canta as dores vividas


José João
12/08/2.012








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...