terça-feira, 12 de junho de 2012

Para não chorar sozinho...


Ontem os sonhos se fizeram mais vivos que sempre
Até trouxeram o brilho de teus olhos e o teu perfume, 
Vieram num raio de luar que parecia perdido na noite
Correndo entre estrelas e nuvens chorando queixumes

Disse que chegou em mim pelo brilho do meu pranto
Pensando que talvez, toda essa lágrima, fosse castigo
E como também era triste e na noite chorava sozinho
Largou a noite, correu no tempo, e veio chorar comigo

Me disse o nome das estrelas que lá em cima brincavam
Assim como pequenos brilhantes, brincando de brilhar
Até pensei  ver em uma delas a doce luz de teu olhar

Mas o raio de luar, me olhando triste, sussurrando disse
Não são os olhos dela, com certeza, pode me acreditar
E pra que não chorasses sozinho contigo eu vim chorar 


José João








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...