segunda-feira, 4 de junho de 2012

Guardados de minha alma


Na minha gaveta de guardados escondida dentro da alma,
Guardando todos nossos momentos como relíquias da vida
Encontrei beijos que trocamos, beijos que não foram dados,
Encontrei vontades adormecidas e até versos inacabados

Lá, encontrei um velho e quase caduco sonho de nós dois
Dizendo que tinha ti guardado pra mim por toda eternidade
Por que não permitia que tão intenso amor não fosse eterno
E que o mundo era pequeno pra toda essa minha saudade

Estava lá, ainda guardado, aquele: Eu te amo. que me disseste,
Aquele sorriso terno, meigo, quando te mostrei  nossa estrela
Que brilhava, embora menos que teus olhos, naquele céu celeste

Tudo que deixaste ainda estava lá guardado, até teu doce canto
Que a alma fez questão de me mostrar sussurrando bem baixinho
Deixei tudo guardado, só não essa dor, essa tristeza e esse pranto.


José João










Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...