quarta-feira, 23 de maio de 2012

O silêncio cura


Se queres, mesmo distante no tempo, que chore tua saudade?
Eu choro. Se queres que grite teu nome bem alto, até o céu?
Eu grito. Se queres que te faça do meu mais sublime canto?
Eu faço. Afinal meu canto mais belo quem canta é meu pranto!

Se queres que corra entre o tempo, entre dores e lágrimas
Buscando sorrisos perdidos dos momentos que não vivemos?
Se queres que busque lá dentro da alma beijos que não trocamos?
Não posso. Não posso  viver agora momentos que não tivemos

Vou por outros rios, por outros mares, quase sempre bravios
Corro por outros sonhos que as noites em claro não permitem
Que sonhe. Vou por caminhos, veredas, e desconhecidos desvios

Se hei de buscar em horizontes distantes saudades dormidas...
Se hei de buscar sozinho em labirintos vazios  rastros perdidos...
Prefiro ficar dentro do nada onde o silêncio cura minhas feridas.

José João



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...