terça-feira, 22 de maio de 2012

Eu. Um verso triste


Quem sou eu? Talvez seja um desses versos
Tristes que até agora ninguém ainda escreveu
Ou aquele verso escondido sem ter poeta
Que lhe escreva por que essa dor nunca viveu

Talvez eu seja aquele pranto que comecei chorar
Quando ainda era criança, ou nem era daqui
Quem sabe eu seja um sonho perdido no tempo
E ninguém quis sonhar por ser pesadelo ou tormento

Não sei, quem sabe eu seja uma verdade escondida
Ou um pensamento que alguém esqueceu de pensar
Por não valer a pena, por ser uma vontade perdida

Dessas vontades que ninguém se preocupa em guardar
Que deixa ao sabor do mundo indo pra nenhum lugar
Ficando como resto do que não se quer mais lembrar


José João


2 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...