terça-feira, 1 de maio de 2012

É dor de dor mesmo


Não sei se é carência ou saudade, essa vontade de chorar
Que me toma, que me traz pensamentos tristes e essa dor
Que também nem sei se é mesmo dor ou vontade de estar
Entre os sonhos que sonhei, que vivi e me fizeram acordar

Quantos sonhos deixei de sonhar para viver  momentos
Tão belos que os sonhos, por inveja, se faziam não chegar
Tristes se escondiam, por vergonha de me fazer sonhar
Mas, ah! Destino que em mim fez a crueldade de trocar

Todos esses momentos, nem ao menos por triste sonhar
Mas por estes momentos de agora tão dolorosos em mim
Que até a alma e a saudade por pena comigo vêm chorar

Agora sei, não é carência essa dor, é dor de mesmo dor
Aquela que se sente onde se esteja onde se possa chegar
Aquela que nos sufoca que nos faz não ter lugar para ficar


José João


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...