segunda-feira, 30 de abril de 2012

Um anjo me ensinou amar

Me ensinaram o que é amar,
Mais ainda, me ensinaram amar,
Não com aquele amor que grita fácil: Te amo
Mas aquele amor calmo por ser eterno,
Silencioso por ser único, forte por ser rocha
Conferindo impassível o tempo.
Como aprendi amar!!
Um amor que transcende o corpo e o tempo,
Um amor sublime em seus milagres,
Transforma a dor da renúncia em prazer.
Difícil entender, as vezes, só a alma entende.
Me ensinaram a amar, foi um anjo.
Os anjos existem, com certeza existem,
Muitos não acreditam por não verem asas,
Seria ridículo se aqui eles as tivessem!
Cada um tem seu próprio anjo
Mas o meu é mais doce, mais terno,
Me toma todo, me enebria,
Faz minha realidade maior que os sonhos,
Meu anjo me ensinou que a plenitude do amor
Não está no dar, no receber ou no trocar,
A plenitude do amor está em renunciar
- se for preciso - Foi assim que meu anjo
Me ensinou amar. Com a alma. Por ser eterna.
E amei... amei muito mais até do que podia amar.
Mas meu anjo não me ensinou a dizer adeus...
Nem chorar a dor da saudade...
Estas aprendi só... e tão bem...
Que até hoje ainda sei.


José João

3 comentários:

  1. Anjos existem, claro! Eu acredito pois existe um que veio a terra e sem asas, para que ninguém descobrisse, se disfarço de poeta... Pode deixar, não contarei a ninguém teu segredo...Lindíssima esta poesia!

    ResponderExcluir
  2. olá guri


    fiquei sem palavras
    diante de seu lindo poema
    aprender a amar desta forma celestial
    é maravilhoso
    mas a dor do adeus é inesplicavel

    parabens guri lindooo poema

    ResponderExcluir
  3. Muito bonito seu poema é para refleti bastante parabéns.

    http://umdiafelizmel.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...