segunda-feira, 23 de abril de 2012

Outra vez o passado


De muito atras o tempo me chama
Com palavras já quase esquecidas
Com sonho de datas vencidas
Despertando lágrimas adormecidas

De muito longe o tempo me lembra
De momentos já quase perdidos
Que minha alma relutava em lembrar
Que meu pranto não queria chorar

Mas agora me chega em tormentos
Como se o tempo não quisesse passar
Como se hoje não fosse a verdade
Do ontem que insiste em voltar

Assim, em mim, a saudade desperta
Como se não fosse preciso esquecer
Como se lembrar momentos passados
Fosse o mesmo que voltar a viver

Então em conflito minha alma se perde
Sem saber o que deve, do tempo, fazer
Se ficar no passado e com ele sonhar
Ou ficar no agora, e agora chorar

José João



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...