quarta-feira, 18 de abril de 2012

O fingidor


Dizem que sou poeta, mas será mesmo que sou?
Não sei se falo verdades ou se sou um fingidor
Não sei se o gosto do beijo aquele que não te dei
Talvez tenha sido dado, a outra que não neguei

E este meu sorriso largo no meu rosto tão alegre
Juras que é de tanta felicidade, se dizes deves saber
Mas o que digo eu? Se este sorriso dizes que é teu
Embora minha alma diga ser de um amor que já morreu

Dizem que sou poeta, mas poeta! Não. Será que sou?
Se choro digo: É a dor que ontem alguém me contou
Dizia que doía tanto que até agora choro essa dor

Se rio as vezes nem sei porque, e rio mesmo porquê?
As vezes choro sem ter nada sem sentir nenhuma dor
Dizem que sou poeta, hahahahaha eu sou mesmo é
                         FINGIDOR

José João





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...