domingo, 29 de abril de 2012

Minha poesia perfeita


Depois de tantas buscas e tentativas,
Após tantos sonhos transformados em prantos,
Tantos anos, se não perdidos, pelo menos
Chorados e tristes. Encontrei.
Encontrei minha mais perfeita poesia,
Tão perfeita que escreve-la nunca pude,
Meras palavras tirariam sua beleza,
Assim também lhes tirariam a perfeição.
Minha poesia é viva, sublime e palpitante,
Se entrega toda em forte desejo,
Paixão ardente. Em belas cores pinta a vida,
Pinta a alma. Cor de ternura, de meiguice, de amor.
Minha poesia é tão perfeita
Que antes de se fazer ouvida, se fez sentida
Tão ternamente, que me abraçando docemente
Dentro de mim se escreveu.
Não com palavras, coitadas, tão poucas,
Mas com tanta doce ternura,
Que só quem pode senti-la sou eu.
Tão perfeita é minha poesia
Que me custa te-la em segredo
Minha perfeita poesia não tem nome
Fica inocente guardada dentro de mim
Minha poesia perfeita tem começo...
Mas não tem meio e não tem fim..


José João




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...