segunda-feira, 23 de abril de 2012

Eu?... Sou apenas...


Eu? Sou apenas um vagabundo
Que se senta no nada
Fazendo poesia pra lua,
Bebendo sonho e solidão
Deitado com ela na lama da rua
Como boêmio que na noite
Desnuda a poesia para vê-la nua.
Sou um contador de histórias,
Histórias que não existem,
Que ninguém conta,
Por que ninguém quer ouvir.
Histórias alegres, histórias tristes,
Poesias sem rima que para entender
Se tem que viver, se tem que sofrer.
Sou um sonhador, inveterado até.
Sou também inventor...
Invento sonhos, cantos e contos,
Invento sorrisos, sou até fingidor,
Finjo que choro, finjo sorrir,
Finjo até sentir dor.
Vagabundo, sonhador e fingidor
Entre eles sou apena uma história
Que ninguém conheceu... nem contou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...