domingo, 4 de março de 2012

Te ouço com a alma





Vem em mim da brisa leve tua voz
Em sussurros que me deixam dor atroz
Porque o vento fielmente não traduz
A beleza que havia em tua voz


Me torno atento em todos os sentidos
Na tentativa de ouvir o teu gemido
E me entrego todo e pleno ao ouvir
Mas o vento me chega deveras tímido


Aguço o sentido a ti escutar
Um lamento é o que penso então ouvir
Mas o sussurro todo se perde em vão
Então tento te ouvir com o coração


Aí ouço palavras fortes e ardentes
Num pulsar trepidante que até então
Não sabia ainda puder sentir
Este triste e magoado coração


Assim a mim me propus e sem reservas
Me entregar todo, pleno e intensamente
A ouvir o vento com expressiva calma
Pois certamente te ouço é com a alma!


José João





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...