segunda-feira, 12 de março de 2012

Tatuagem



Há quem me dia que meu rosto é triste
Que de há muito não sei mais sorrir
Até me perguntaram com velada ironia
Se entre tantas tristezas um dia vivi


Calado me ponho pra não responder
Deixo que digam o que me queiram dizer
A mim só importa o que quero sentir
Se ser feliz é um sonho só quero viver


Dizem nunca me viram sem uma lágrima no olhar
Que em meu rosto, cativa, ela sempre estará
Que meu pranto é constante e não posso parar
Que é um tributo por tanto e apenas amar


Só chorei uma vez, se dizem mentira, não sei
A tristeza em obra de arte deixou as imagens
No rosto pintada, perfeitas me enganam também
Tão bela é a arte, que lágrimas viraram tatuagens.


José João

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...