quarta-feira, 14 de março de 2012

Outros caminhos





Outros caminhos, a percorrer, minha alma me impôs
Como se aqueles já percorridos de nada mais valessem.
Fez-me procurar outros horizontes, até desconhecidos
Na doce ilusão de viver momentos ainda não vividos


Pus-me a caminho, ia sozinho mas sempre indo sem paradas
Ia sobre passos ligeiros, devia haver algum lugar para chegar
Na pressa não deixei rastros que me mostrassem uma volta
Caso chegasse onde apenas  lágrimas tivesse para chorar


Minha alma me impunha mais rapidez no meu buscar
Talvez por medo de aos velhos caminhos voltar a caminhar
E ela ainda mais cansada e mais tristonha ter que  lembrar


Velhos guardados na lembrança, sonhos tristes, tristes  cantos
Que a fizesse sentar no nada buscando espaço e procurando
Lá dentro dela, da própria alma, velhas dores e novos prantos


José João



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...