quinta-feira, 1 de março de 2012

Falo em ti...





Silêncio! Que silêncio? Apenas não me ouvem
Falo em ti a todo instante, para as flores
Para o mar, falo em ti pra vida, para a noite
Falo em ti a toda hora, o maior dos meus amores


Ao sol, todos os dias, com venerar ardente
À lua? A cada raio de luar que até sabem teu nome
Falo em ti para o vento que me ouve sorridente
E minha alma? Que repete teu nome tão ternamente


Silêncio? Que silêncio? Se pra mim grito teu nome
Dele faço canções, faço versos, inocentes poesias
Grito teu nome ao tempo na mais louca alegria


Ah meu amor, que importa os tantos nomes, eu te amo
Pra mim, meu coração diz que só você existe
E amar-te, querida, é a vida que tanto insiste!


José João 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...