quarta-feira, 7 de março de 2012

Doce encanto





Doce encanto é tua imagem em meu pensar
Quando me vens sem que eu peça, sem esperar
Tão forte é tua presença ainda dentro de mim
Que penso ser verdade e me ponho a te chamar


Grito teu nome ao mundo como oração que aprendi
Até o vento, teu perfume, e por inveja, nele se vestiu
E passa orgulhoso entre ruas provocando nos jardins
Rosas e jasmins dizendo: Perfume assim nunca existiu


Nessa hora minha alma se alvoroça em tristes prantos
Soluça suas dores como se fossem tristes cantos
E ao vento tenta abraçar lhe contando os desencantos


Nesse momento me sinto apenas um pobre coração
Indo ao tempo procurando todos os momentos que vivi
E voltando sobre as lágrimas pelo tudo que perdi.


José João







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...