quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

Paixão terna e louca



Queria poder te abraçar, te beijar os lábios
Sussurrando poesias pra te fazer dormir
Te contar  histórias de desejos, de amores
Histórias inocentes que te fizessem rir

O que, querida, não faria pra te botar no colo,
Te olhar nos olhos e deixar que eles falassem
Que gritassem em tua alma ternamente: te amo!
E que nesse instante as palavras calassem...

Como se não existissem, como se fossem poucas
E nossas mãos nos tocassem vendo nossos corpos
Sentindo o desejo dessa paixão terna e louca!

Nesse instante minha alma aberta te abre os braços
E meu coração desperta vibrante sem nenhum cansaço
E nossos corpos com sede nos cingem num abraço!

José João

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...